Dicas para começares a planear a tua viagem

Ser mochileiro é ser um viajante independente, ou seja, nós é que organizamos a nossa própria viagem, sem a ajuda de agências.

Até podes comprar o bilhete com a ajuda da agência e contratar alguns guias locais, mas ser mochileiro é planear a própria viagem e sermos nós os nosso próprios guias, com base no que estudámos antes de partir de viagem 🙂

Vai!!! Mas vai mesmo :)

Vai!!! Mas vai mesmo 🙂

Desde que começamos a planear a viagem, já começamos a viajar, pois vamos aprendendo muito sobre o local e quando lá chegamos, conseguimos tirar as nossas próprias conclusões.

Conseguimos perceber se aquilo que lemos corresponde ou não à verdade. E nada melhor que irmos ver com os nossos próprios olhos 😉

Como planear a viagem de mochila??

Esta tarefa no início não é nada simples e costumamos fazer um bicho de 7 cabeças, mas com a prática o planeamento vai tornar-se uma peça fundamental pois vais-te lembrar de praticamente tudo aquilo que pesquisaste e vais aperfeiçoando os teus conhecimentos de pesquisa, como economizares… Por aí!

O início é simples: Um destino (ou vários) que queres conhecer. É preferível que os destinos sejam relativamente perto uns dos outros, pois vai-te facilitar muito em termos de transportes com horas infindáveis de trajeto, economizas dinheiro e vais ganhar tempo para conheceres mais e melhor o(s) destino(s) escolhido(s).

Vê sempre a distância de um ponto para o outro, quantos quilómetros tens que percorrer e faz uma estimativa do tempo que vais gastar e se vale ou não a pena!

Faz uma lista daqueles lugares que queres mesmo conhecer, e que não podes deixar para trás.

Aponta no telefone, num bloco de notas… Sempre num sítio de fácil transportação e de acesso (quando mais leve, melhor 🙂 )

O teu gosto pessoal é que define para onde queres ir. Não vás para o sítio X ou Y, só porque “toda a gente” vai. Lembra-te que tu não és “toda a gente”.

A maioria das pessoas vai para os chamados “destinos da moda” porque toda a gente vai, e nem todas vêm com as melhores impressões.

Exemplo de uma lista para assinalares o que vais levar, sem te esqueceres de nada

Exemplo de uma lista para assinalares o que vais levar, sem te esqueceres de nada

Depois de fazeres essa lista, pesquisa mais e melhor sobre cada sítio escolhido e reúne toda a informação e mais alguma que aches necessário.

Se preferires, podes imprimir um mapa para onde vais e marcas logo os locais de interesse, ou então à chegada do país, diriges-te a um ponto turístico e eles fornecem-te (geralmente) o mapa gratuito.

Vais fazer o mesmo quando vês o tempo e o transporte de um destino para outro, mas aqui é dentro da cidade, de um local para o outro, o tempo que demora, o transporte, o preço, os horários…

O mais importante de tudo… Quando escolheres o destino, confirma sempre se é ou não a melhor altura do ano para viajares para lá… Não vá uma chuva torrencial ou um calor infernal estragarem-te as férias… :/

Informações mais importantes de cada país, ou cidade:

  • Pontos turísticos (localizações, preços, dias e horários de funcionamento)
  • Clima na altura em que vais (chuva, frio, calor húmido, calor seco, neve, vento frio)
  • Contactos Importantes (Embaixada ou Consulado português, telefones de emergência)
  • Documentação necessária (Vistos, passaporte – alguns países só aceitam com mais de 6 meses até à data que caduca – vacinas, seguro de viagem)

Depois de saberes quantos dias/tempo vais demorar a deslocar-te de um sítio para outro, vais saber mais precisamente quantos dias tens para visitar cada destino.

Faz um roteiro leve, não faças maratonas para tirares fotos no máximo de locais possíveis, pois vais acabar por não conhecer nada, apenas e só, de passagem!

Para completares o roteiro:

Depois de escolhidos os destinos, explora um bocadinho mais as possibilidades. Por exemplo, se houver alguma coisa interessante pelo caminho, não deve custar muito “desviares-te” da rota… Afinal de contas vais mesmo para lá, porque não conheceres outros locais? 🙂

Hospedagem:

Escolhe sempre sítios para dormir, que te ofereçam conforto, que sejam com preços acessíveis e que sejam bem localizados (perto de restaurantes, dos transportes públicos…)

Depois depende… Se fores alma de festa, procura perto de bares e diversão noturna, mas se gostas mais de sossego, podes sempre escolher um local que fique duas ruas depois do caos noturno… Continuas bem localizado, mas longe do barulho. 🙂

Página inicial do Hostelworld

Página inicial do Hostelworld

Nós procuramos dormida quase sempre no site Hostel World e tentamos sempre levar em conta os comentários do pessoal que já lá passou e as classificações…

Verifica sempre se tem pequeno-almoço ou que tenha cozinha e se as roupas de cama e banho estão incluídas… Poupas na comida e não levas o peso dos lençóis!

A maioria oferece acesso gratuito à internet. E o serviço de lavandaria, nalgumas paga-se.

Dinheiro e câmbio para a moeda local:

Sabe sempre o valor da moeda antes de ires, apesar de ultimamente ter variado um bocadinho, assim não és apanhado de surpresa com taxas mais altas.

Nalguns países até se mantém muito estável, mas noutros são muito imprevisíveis.

Notas de vários países

Notas de vários países

Faz uma pesquisa de como deves levar o dinheiro para os destinos escolhidos (se em dinheiro vivo, se em cartão de débito ou de crédito), se a troca é fácil e quanto podes levantar por dia, caso leves cartões multibanco.

Vê mais ou menos os preços da alimentação e tenta sempre saber onde os locais comem (os mais humildes), pois nesses sítios não são praticados os tão conhecidos preços turísticos… E se o hostel tiver cozinha, pesquisa por supermercados ou locas de conveniência perto.

Informa-te também se há algum passeio gratuito pela cidade ou a algum monumento que queiras conhecer e se não houver, quanto custam as entradas.

Depois decides se vais a pé, de autocarro, de metro, de comboio, de táxi e quanto custam em média cada um dos transportes.

Independentemente do dinheiro que levares, põe sempre de lado algum dinheiro para alguma “aflição”.

Anúncios
Categories: Dicas | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixa aqui a tua opinião...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: